Notícias

Governo e parlamentares querem enviar reforma política ao Congresso este ano

04/11/2008 | 1823 pessoas já leram esta notícia. | 16 usuário(s) ON-line nesta página

O governo federal e a Frente Parlamentar pela Reforma Política com Participação Popular pretendem se debruçar sobre a reforma política até o dia 20 deste mês, na busca de um consenso para o envio da proposta ao Congresso ainda este ano. O calendário foi acertado em reunião ontem (3) com os ministros da Justiça, Tarso Genro, e de Relações Institucionais, José Múcio, no Palácio do Planalto.

“Parece que não haverá maior problema porque as propostas do governo já acolhem praticamente 80% das demandas que essas entidades - CNBB, OAB, Abong e essa Frente Parlamentar - vêm apresentando”, comentou Tarso.

Como José Múcio, Tarso Genro defendeu a divisão do projeto para análise ponto a ponto, de forma a minimizar controvérsias.

“Um método me parece que vai ser preservado. É mandar vários projetos para se que se formem maiorias pontuais em torno de cada ponto”, disse.

“Temos consciência de que a reforma política não deve polarizar oposição e governo, ela deve ser um processo no qual se formarão maiorias em cima de cada tema, dividindo inclusive oposição e governo porque é natural que as pessoas sejam influenciadas pelas suas condições regionais e pela próxima eleição”, ponderou.

Segundo o ministro, a alternativa para facilitar consensos é a aprovação de propostas cuja vigência não seja imediata. “Para que o deputado ou senador não vote ansioso, motivado pela próxima eleição”, justificou.

 


 
Mylena Fiori

Fonte Agência Brasil