Notícias

OAB de Rondônia volta a defender atividade política sem remuneração

25/08/2008 | 1674 pessoas já leram esta notícia. | 3 usuário(s) ON-line nesta página

A Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Rondônia voltou a defender a não remuneração para os políticos no Brasil. O presidente da Seccional, Hélio Vieira da Costa, sustenta que a sociedade continue cobrando a efetivação da reforma política, com financiamento público de campanha e subsídios para desenvolvimento das atividades representativas, com maior controle da sociedade. "Assim o governo não precisaria arrancar tantos recursos da sociedade para cobrir furos em seu caixa", explica.

O assunto volta a ser debatido no momento em que a OAB e a CNBB intensificam em todo o Brasil a luta contra a corrupção e pela ética na política por meio dos Comitês de Combate a Corrupção Eleitoral e pela Ética na Política. Segundo Hélio Vieira, a atividade política não remunerada, junto com a fidelidade partidária, deve minimizar a corrupção e acabar com as famosas negociatas políticas.

Na opinião do advogado, o fim dos autos salários aos políticos deve atrair para a política pessoas realmente comprometidas com o bem público. "Só dessa forma os políticos deixarão de disputar cargos eletivos visando meramente a remuneração e as negociatas, como acontece atualmente. A própria OAB é um exemplo de trabalho voluntário que pode servir à política", finalizou Vieira.

Fonte OAB